Redes sociais: o e-commerce crescente e necessário

Redes sociais: o e-commerce crescente e necessário

2003 1080 Giovana Romanelli de Carvalho

Segundo uma pesquisa feita por uma empresa americana, a DataReportal (2020), em média, cada pessoa no Brasil passa 3 horas e 31 minutos por dia nas redes sociais. O brasileiro é conectado, não tem como negar.

Os memes tomaram conta das redes, o Tiktok se tornou um dos aplicativos mais baixados do ano de 2020 e o Reels do Instagram ganhou lugar de destaque na plataforma. Tudo que é tendência, aqui ganha espaço, cresce e se torna uma ferramenta de venda. Fica a pergunta: por que não aproveitar?

As redes sociais acompanham o que faz sucesso, é fácil perceber como elas têm a cada dia uma nova funcionalidade ou uma nova maneira de fazer com que o usuário passe mais tempo online consumindo todo tipo de conteúdo. Com isso, elas transformaram o que antes era só um feed de fotos e vídeos em um catálogo aberto com preços e links direto para a página de compra.

Elas deram a chance de comerciantes de todos os tamanhos ganharem uma loja grátis. Por quê? Criar uma conta em uma rede social é grátis, divulgar seus produtos lá também. Basta fazer o cadastro e começar. Elas se tornaram e-commerces e conseguiram trazer muitas vantagens para quem é capaz de explorar esse leque que elas oferecem. Inclusive, existe um nome para esse tipo de venda: social commerce.

Social commerce + redes sociais: sua nova realidade de vendas

Lembra da consultora que ia de casa em casa levar a revista ou catálogo para o cliente escolher qual produto desejava comprar? Se você pensar bem, as redes sociais se assemelham a isso, em que o feed é o catálogo e o chat é a vendedora responsável por dar mais detalhes sobre o produto que causou interesse em você. Isso faz parte do social commerce, uma estratégia de vendas realizada pelas redes sociais, como Instagram, Facebook, Pinterest e WhatsApp.

Vender pelas redes sociais é simples: utilize uma foto boa do seu produto, coloque informações relevantes sobre ele e responda o seu cliente do melhor jeito possível. Dessa forma, a venda pode ser bem feita do Instagram ao WhatsApp. O ponto-chave nas vendas online é estar disponível para o seu cliente.

Social commerce é a evolução crescente das vendas, de um jeito que envolveu até as lojas mais antigas que não tinham nem uma conta de divulgação nas redes. Foi a entrada massiva online de marcas dos mais diversos segmentos, ainda mais em um cenário de pandemia.

Aliás, não só de venda, mas de toda interação que as marcas fazem com seus consumidores trocando informações sobre o produto no meio online.

Se já era importante chegar onde o cliente está, agora se tornou primordial. Se a sua marca não está presente nas redes sociais, concorrentes estão, então, é preciso acompanhar. Não tenha dúvidas, não importa o tamanho do seu negócio, tem espaço e público para a sua marca nas redes sociais. Você pode me perguntar “por que é vantajoso estar nas redes sociais?”. Aqui estão algumas vantagens:

  • Geração de autoridade de marca e confiança: nas redes sociais existe a validação social, que nada mais é que o reconhecimento da sua marca gerado pelos clientes por meio de recomendação, avaliação dos produtos, curtidas e comentários. Tudo que os consumidores acham sobre a sua marca está disponível para outros lerem e também compartilharem, ou não, da mesma opinião. Isso aumenta a credibilidade da marca e a vontade dos consumidores possuírem o seu produto.
  • Tempo de permanência: como os usuários passam, aproximadamente, 4 horas por dia nas redes sociais, então, com uma boa estratégia, sua marca vai aparecer para ele, ainda mais se seus posts estiverem bonitos e chamativos. De novo, é sobre estar onde seu cliente está.
  • Possibilidade de encontrar parceiros e colaboradores: se você está online é possível que não só o seu cliente chegue até a sua marca. Os influenciadores são um bom exemplo disso, muitos oferecem parceria de divulgação, além de outras marcas que também podem aparecer e considerar um collab (quando marcas se juntam para aumentarem seu alcance e engajamento nas redes com, por exemplo, um produto em comum). São diversas oportunidades que podem surgir ao ter um catálogo aberto nas redes.
  • Contato mais humanizado entre marca e cliente: a humanização do tratamento com o cliente é mais que uma tendência, é uma necessidade para melhoria das vendas e fidelização. Essa se torna ainda mais simples nas redes sociais, em que o contato é mais direto e fluido.
  • Abordagem omnichannel: nada mais é que a junção das informações dos seus clientes em todos os seus canais online, o que facilita tanto a experiência dele, quanto a sua organização e manejo para as vendas.

Como dá para notar, as vantagens existem, são claras e muito importantes para o seu negócio. Tem mais, o social commerce não é só entre as redes sociais, existem outros tipos que, inclusive, podem ser interessantes para a sua marca. Conheça mais sobre eles.

Tipos de Social Commerce disponíveis:

  • Compras coletivas: conhece os “tickets” disponíveis no Groupon ou Peixe Urbano? Pois é, são eles. Estão disponíveis nos mais diversos lugares e, geralmente, com a vantagem de ter um preço mais em conta do que se fosse uma compra sozinha. Eles costumam ser bem persuasivos com mensagens, como “Compre agora!”, “Última oportunidade hoje!”.
  • Entre pessoas: são os sites que oferecem uma venda mais direta, inclusive, em que qualquer pessoa pode se tornar um vendedor, como o Mercado Livre. Nesses a negociação não passa por terceiros, é em linha reta com o anunciador e o interessado no produto.
  • Compras colaborativas: sabe aquele projeto de lançamento de um álbum ou livro do seu amigo, em que você consegue ajudar com o financiamento para a produção e, depois de pronto, você recebe o produto com algumas condições exclusivas? É esse, em que existe a participação desde o financiamento até o recebimento do produto final.
  • Fóruns e chats: são sites que disponibilizam fóruns ou chats para que exista uma troca de experiências entre os consumidores, feedbacks e indicações. É bem legal para divulgação e validação do seu produto pelo público.

Um mundo (online) de possibilidades

As possibilidades do mundo online para as vendas são ilimitadas, as que existem já são diversas e ainda há muito mais por vir. É só pensar na evolução das redes sociais, elas começaram como uma ferramenta de interação social (no começo só com textos e fotos), depois foram para vídeos curtos, vídeos mais longos, stories, social ads, lojas virtuais, catálogos, vídeos dublados… tudo isso em um curto espaço de tempo.

O tempo online é mais rápido e dinâmico, é preciso saber usá-lo, aproveitá-lo da melhor maneira. Da mesma forma que sua marca pode crescer absurdamente, ela pode ter reviews negativos e cair muito rápido. É preciso acompanhar, ter estratégias claras, sólidas, constantes e mutáveis. Parece controverso, mas é verdade. A velocidade de interação do público é rápida, ao mesmo tempo que você precisa ter consistência, é necessário também ter um plano B e mudar rápido o que não funcionou.

A construção da reputação da sua marca no meio online é um trabalho de formiga, que exige expertise e dedicação. Muitas promessas milagrosas são feitas, mas a verdade é uma só: a marca só cresce e se mantém em crescimento se, por trás dela, existe um time capacitado e engajado para tornar isso possível.

Existem muitas ferramentas que são úteis para isso, mas sozinhas elas acabam sendo um investimento raso demais. E dependendo do que você utiliza, é possível até atrapalhar o desenvolvimento da sua marca. Por isso, é preciso consistência, estrutura e conhecimento de estratégias de marketing digital.

Ficou curioso para ver tudo isso na prática? Converse com a gente, veja como uma agência digital com 12 anos de experiência faz! Clique no botão abaixo e faça sua marca crescer nas redes sociais!

Quer saber mais sobre como utilizar redes sociais, como o Instagram, para potencializar suas vendas?

Veja detalhes que vão fazer diferença na sua estratégia em:
Reels: aumente a visibilidade da sua marca no Instagram;
Loja no Instagram: a vitrine virtual parceira do seu negócio;
15 recursos para bombar nos Stories do Instagram.

Compartilhe nas redes sociais

Giovana Romanelli de Carvalho